segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Um pouco sobre STEAMPUNK MUSIC...

Um pouco mais sobre "Steampunk Music", compartilhando conteúdo do blog STEAMVAMP, iniciamos o post de hoje apresentando um hit da "Unwoman" banda que vocês conhecerão melhor na próxima festa Steampunk Aventuras:



O desafio compõem e faz o "Vamp" - principalmente um SteamVamp neste caso que compartilha parte do seu tempo como um dos primeiros Djs de Steampunk no Brasil desde a última década e atualmente residente de um evento chamado Steampunk Aventuras criado pela estilista Lili Angélika da grife Fetishe Furry(que você pode conferir fotos da primeira e segunda edição aqui mesmo no blog).Como também venho diluíndo muitas dessas bandas nos meus Djsets desde 2010 e que atualmente aparecem nos eventos Fangxtasy e Carmilla:ANoite Vamp do MiniClub. O recém-lançado site norte-americano "Steampunk-Music", capitaneado pelo colega "Mark Rossmore" oferecendo bastante informação e acesso a bandas bem atraentes deste gênero - e seu conteúdo influenciou bastante os artigos que publico por aqui...

No decorrer deste texto procuro oferecer algumas impressões e delinear o que vem a ser "Steampunk Music" - criando uma interface amigável para quem deseja saber mais ou entender um pouco melhor do que se trata.Escolhí levar a cabo este objetivo utilizando fragmentos de entrevistas dos próprios músicos que criam Steampunk Music atualmente - o que é muito mais legal, pessoal, intimista do que ficar aqui cozendo jargão sociológico e conceitualização vazia de vivência.

Segundo integrantes da banda Dr.Carmilla:"Steampunk Music é feita de muitas coisas e é um gênero bastante amplo. Eu vejo um monte de gente tentando ser prescritivo sobre gêneros em vez de descritivo - como se houvesse um som específico que definisse gêneros - mas raramente existem.Nem todo álbum de rock tem as mesmas guitarras assim como nem todo álbum de trance tem os mesmos synths (embora as pessoas geralmente imagine que tenham)...A sonoridade atual ou a estética do que está sendo feito evolui com os artistas que a criam."

Uma outra banda deste meio, a Clockwork Dolls contam que:"A Steampunk Music é única não sendo um estilo musical tradicional.Pelo contrário, é a música que combina com o mundo do futuro que nunca foi, uma trilha sonora para um universo de tecnologia "retrôcentista" que invoca a sensação de viver no ambiente Steampunk perfeito." conforme contam os caras da banda The Clockwork Dolls.Mas quais seriam os fundamentos basais de todo este gênero?Seria muito superficial apenas dizer que são bandas goths, industriais, folks ou eletro travestidas distópicamente.Segundo integrantes da banda Valentine Wolfe há alguns pilares principais:

"Anacronismo é a característica predominante. Isso pode incluir todos os aspectos da música, como as letras, instrumentação, orquestração, figurinos e elementos estilísticos. Tal como na forma steampunk, a música pode ser uma mistura de várias ideias diferentes, algumas das quais podem incluir, mas não estão limitados a victoriana."Conta Sarah Black e seu parceiro de banda o Braxton Ballew, complementa que:"Para mim, a música steampunk tem três características: anacronismo / não-sequitur musical, ethos DIY(Do It Yourself), e uma ênfase na narrativa. Anacronismo / não-sequitur pode ser qualquer coisa de cap hop, a cavaquinhos tocando metal, guitarras distorcidas tocando ragtime, violoncelos fazendo rock em geral, e, ousar, vocais operísticos emparelhado com contrabaixo distorcido. Enquanto eu estou bem ciente de que o punk em steampunk chegou com a língua firmemente plantados no rosto, eu acho que uma das grandes forças do steampunk é sua carga punk. É bem DIY, capacitando o público a participar (na verdade, desafiando-os a participar) e em verdade, destruindo a fronteira entre artista e membro da platéia, transformando-o em uma experiência compartilhada. Isso é vital.E, o terceiro elemento é o de finalmente, contar histórias: steampunk, afinal, é um mundo de fantasia com um pitada de realismo.Eu não acho que a narrativa tenha sempre que se manifestar da mesma forma: ele poderia uma história de fundo, uma identidade alternativa, figurino, emparelhamento com outros meios de comunicação, assim como desde que haja algum elemento s da fantástica lá.E eu poderia ter problemas por isso, porque no meu ponto de vista, uma vez que você tem essas três qualidades, vale tudo."Esta é a visão dos integrantes da banda Valentine Wolfe.


Para a banda "Escape The Clouds" e sua sonoridade atmosférica, a sensação ao criar Steampunk Music é criar:"(...)sobre as idéias e possibilidades. Quando eu escrevo uma música steampunk ou história, eu quero levar o público a um lugar e um tempo que nunca tenham experimentado. Eu quero mostrar-lhes personagens e aventuras em um mundo re-imaginado que talvez - de alguma forma - poderia ter existido. Embora possam ter dirigíveis,óculos e engenhocas com partes de relógio, não é realmente sobre essas coisas.Trata-se de levar o ouvinte a uma viagem memorável..."

Nem todas as bandas que são denominadas Steampunk Music fazem isso o tempo todo.Algumas bandas tem só fases, outras apenas visuais, as vezes só algumas músicas e outras bandas tem carreiras inteiras dedicadas ao gênero.Há diferentes graus de variação perceptíveis no gênero.Certamente leitoras e leitores que estão travando seu primeiro contato com a "Steampunk Music" podem vir a estranharem alguns dos termos usados pelos integrantes do Valentine Wolfe - para delinearem o que é Steampunk Music.Eles falam sobre Anacronismo, NonSeqtur Musical e Do it Yourself.Sobre o primeiro item podemos observar rapidamente que:"O anacronismo ou anticronismo consiste basicamente em utilizar os conceitos e idéias de uma época para analisar os fatos de outro tempo. Em outras palavras, o anacronismo é uma forma equivocada onde tentamos avaliar um determinado tempo histórico à luz de valores que não pertencem a esse mesmo tempo histórico. Por mais que isso pareça um erro banal ou facilmente perceptível, devemos estar atentos sobre como o anacronismo interfere no nosso estudo da História." (fonte Site Brasil Escola)

A respeito do "Non-Sequtur Musical"vemos que ele pode ser entendido como música experimental e arte sonora: clássica contemporânea, repleta de improvisação, franjas exteriores de jazz, música eletrônica e de informática, minimalismo, instalações sonoras, Musicalidade transcultural e afins...um tipo de Revamp sob certos olhares.

E já o DIY é uma abreviação de Do It Yourself (do inglês faça você mesmo), que traduz um espírito empreendedor que teria surgido com a cena punk, pós-punk e movimentos underground, revelando ambos os conceitos de Monarquia com o Punk/Pos-Punk inglês, em paralelo a Anarquia dos Anarco-punks, que se difundiam na midia consumista a nivel mundial.Basicamente é uma sigla usada para denotar que determinada banda faz todo o trabalho pelas suas próprias mãos, ou seja, tudo desde a organização de concertos, gravação e produção dos álbuns, produção e venda de merchandise, marketing, publicidade, etc... é feito apenas com o suor dos seus elementos, quebrando os padrões criados pelos conceitos de um modelo e cultuando a originalidade a níveis experimentais.Também é usada no caso de projectos que contra tudo e todos e sem quaisquer apoios financeiros ou outros, subsistem e chegam a ter sucesso. Diz-se que estes são projectos baseados no DIY.A atitude DIY é obviamente associada a um espírito anticonsumista evitando a imitação por plágio e pensamentos pre-fabricados e assentando no pressuposto de que uma pessoa sozinha pode muito bem fazer um trabalho com originalidade e de vários "profissionais" excessivamente bem pagos e por vezes incompetentes. (fonte Wiki)
Encerro este primeiro artigo mas não o tema, citando a letra da bélissima Steampunk Revolution da banda Abney Park:

We've got a steampunk revolution... Nós temos uma revolução steampunk
We're tired of all your so-called evolution...  Estamos cansados de toda a sua chamada evolução.
We've darted back to 1886... Nós nos arremessamos de volta para 1886
Don't ask us why; that's how we get our kicks...Não nos perguntem porquê, é assim que os chutaremos!

Out with the new...Fora com o novo...
In with the old...Venham com o velho
Out with the new...Fora com o novo
In with the old...Venham com o velho

Our underworld isn't filled with fear...Nosso underground não está cheio de medo
Just brass and copper, leather scrap, and rusty gear...Apenas latão e cobre, sucata e couro e engrenagens enferrujadas
You can keep your hip-hop techno-pop-rock schleppin-dub...Você pode manter o seu hip-hop techno-pop-rockdub 
I'm on my way to a coal-powered underground vintage pub...Eu estou no meu caminho movido a carvão para um pub subterrâneo vintage!
...
Your subculture shops at the mall....Tua subcultura faz compras em lojas no shopping

We build ours with blowtorch, needle, thread, and leather awl...

Nós construímos a nossa, com agulhas, maçarico, linha, couro e sovela

With our antique clock parts we've taken all arts, fine art to fashion...

Com nossas peças de relógios antigos que vamos tomando artes, belas-artes para a moda 

And now we're spreading worldwide to circle the globe with a furious passion...

E agora nós estamos nos espalhando por todo o mundo para cercar o globo com furiosa paixão...


Saboreie também...

Outras postagens interessantes