Dj&Produtor

Lord A:., atua como DJ desde o começo do século XXI destinando o repertório dos seus lapidados sethlists repletos de Gothic Rock, Darkwave, Darkeletro, nuances de industrial & EBM - e por vezes gêneros limiares sazonais presentes na Subcultura Gótica e na Subcultura Vampyrica.Em suas discotecagens você sempre confere novas bandas, projetos e tendências alinhavadas com o toque inesperado de clássicos e hits muito apreciados pelo público.Sempre havendo uma boa probabilidade de se dançar L´Ame Imortelle, Blutengel, Cruxshadows, London After Midnight, Diva Destruction, Inkubus Sukkubus ou ainda sons pouco usuais como Tristesse de la Lune, Ego Likeness, Otto Dix, Abney Park, Emilie Autumn; e certamente clássicos como Sisters of Mercy, Clan of Xymox, Siouxsie, Cure, Diary of Dreams, Ikon, Bauhaus Alien Sex Fiend, Christian Death, The Cult...E certamente hits como Noir Desir do Vive La Fête, músicas do The 69 Eyes e até um resgate de sons do Fields of Nephilim tiveram sua contribuição...

A persona dramaticae do "Dj", seja na Subcultura Gótica ou na Subcultura Vampyrica é um dos elemetos decisivos no sucesso ou fracasso de um evento.Não se trata de ser apenas um "cara" ou garota que faz download de gigas e gigas de MP3 - ou dos colecionadores semi-extintos compradores de álbuns importados...ou que vai alí para trocar de uma música para outra.Nem de alguém com um visual que destaque na multidão - uma camiseta de banda desconhecida e um jeans chocam tanto quanto um visual vitoriano ou fetishista.Vai muito além disso.Envolve imagem, presença, ter amor e vivência para com os símbolos presentes na produção cultural do contexto em que está inserido.Vindo a ser aquele ou aquela que irá aproximar, estagnar ou separar pessoas enquanto estão dançando na pista...Repousa nas escolhas musicais do Dj a redenção de uma semana modorrenta e a inspiração para uma semana melhor ou mais vívida...as vezes até relacionamentos que desembocam em casamentos acontecem em uma noite aparentemente comum...
Lord A:. foi o criador, fundador e Dj residente de eventos como Theatro dos VampiroS - festa que ele sonhava, planejava e tencionava fazer desde que leu Vampiro Lestat e Entrevista com o Vampiro em 1993; foi residente dos eventos Cabaré Sintético e Gotham City;Vem-a-Ser um dos fundadores do Submundo e do evento "Na Sombra da Noite (em parceria com os DJs Lucius e Maryan) e também colaborador de diversos eventos da cena paulista, santista e aos poucos ganhando espaço na cidade de Brasilia - através do evento BlackBlood Vampyric Party de Kell Kill e Vampy Lu. Lord A:. já discotecou em casas célebres da cena alternativa como o extinto Madame Satã, Inspiral, Pub Fiction, HausClub(Santo André), Tiamat Pub, BloodyCoven Bar(Campinas, com sethlist), Gotham Pub, Alquimia Gothic Nights, MiniClub, Dr Caligari & Confraria São Pedro; E em tradicionais projetos como o Anubis, Alliance Angst (SP & Santos), Deepland, RIP no Salamandra, Convenção das Bruxas, Egyptian Celebration, Book of Shadows Pagan Party, SP by Night, Exotic Fetish, Libertine Festival, Club Dominna, BlackCat, Sugar Vamp - tendo inclusive sido convidado para discotecar na abertura do segundo show do "Therion" no Direct Tv MusicHall pelo próprio vocalista da banda. E ainda foi Dj da primeira edição do festival Woodgothic em São Tomé das Letras.Atualmente (2012/2014) é Dj residente e criador (ao lado da amada Srta.Xendra) dos eventos FANGXTASY no Poison Bar & Balada e "Carmilla a Noite Vamp".

Esteja a pista cheia ou com pouca gente, isso realmente não importa ao longo dos anos.Uma pista lotada não vai colocar um "universo" em suas mãos.Embora confesse que seja estimulante discotecar em uma pista com 500 a 800 pessoas.E nem uma pista com pouca gente será uma "chaga" que lhe fará sofrer ou ainda "queimará seu filme no mármore do inferno" (muito oportunista vai tentar lhe convencer disso...mas ignore isso, aproveite o bufê!).Até mesmo porque as vezes meia-dúzia de pessoas queridas pode ser inesquecívelmente bom e uma experiência de intimista inesquecível.
O que conta é a qualidade da diversão para os que estiverem alí se divertindo.Naturalmente uma pista com todo mundo sentado olhando feio enquanto só o Dj se diverte mandando uma hora de TripHop com bandas arqueológicas - como aconteceu com certa regularidade com um infâme stalinista que manterei o nome velado, é um claro sinal que as coisas vão mal.Enfim, é culpa ou mérito do Dj as lembranças que permearão o imaginário das pessoas presentes nas noites vindouras...
Desde Janeiro de 2010, Lord A:. pode ser encontrado toda quarta-feira como Dj e apresentador do programa Vox Vampyrica Revamp - dedicado a ampla e emblemática produção cultural que tem na temática o vampiro nas artes, história, mitologia, política, meio-ambiente e outros temas que interessam aos apreciadores do gênero também os integrantes da Subcultura Vampyrica.O programa vai ao ar na internet toda quarta -feira, sempre das 22h a 0h) através do site www.voxvampyrica.com



Em relação ao momento de "passar som"(como dizem os decanos da cena) esqueça balélas como tocar apenas as mesmas músicas, na mesma ordem e no mesmo horário ao longo dos anos - isso apenas evidência covardia de ousar e trazer algo novo.Também revela estagnação e mecanicismo...e lhe rende péssimos "comments along the night"...

Não existe fórmula para ser um bom Dj.Conhecimento Musical do estilo e do gênero, algum senso cronológico, bom-gosto e agradar ao público presente contribui bastante.Respeito e ética são elementos necessários.Cumprir aquilo que você promete nos especiais e "tops" também ajuda.Escolher bons eventos e casas que passem longe de "openbar"é bastante relevante.Alguma coordenação motora nos movimentos entre trocar "cds", operar os "CDj´s" e procurar outros álbuns no case é relevante - assim como alguma teatralidade durante isso...em muitos lugares carregue sempre uma lanterna.


O Vox Vampyrica teve sua origem como podcast ainda na primeira metade do ano de 2007 com a gravação de trechos de leitura das obras de Camile Paglia e de Samuel Taylor Coleridge pelo próprio Lord A:., durante o ano de 2009 houveram algumas edições gravadas no 80´s Studios com o edição do produtor e músico Dennis 80´s.O roteiro desta fase era inspirado nos escritos de Lord A:. publicados no site Vampyrismo.Org.O programa contou com a participação de djs internacionais como Luiz Soncini (Bouquet of Dreams, Portugal) & Cid Vale Ferrreira (Carcasse & Nucleo Pós).Ainda hoje estas edições encontram-se acessíveis na internet - visite o site oficial do programa.

Recentemente a convite do sempre amigo Dj "I" (a.k.a:Dj Ivez Morgen) & de Heder Zapatero, o Dj Lord A:. tem estado presente no Second Life como Dj e apresentador do Sarau internético que acontece no Club Acidic Infektion por lá em noites do programa Vox Vampyrica.Aos poucos esta atração vêm ganhando mais e mais visitantes e criando um público fiel e participativo que contribue enviando poesias, contos e sempre opinativos ajudando a conduzirem o programa...





Enquanto Dj, sua situação é que você é um prestador de serviço no ramo de entretenimento...a partir de agora...encontre doses do que lhe agrada musicalmente e que também agradam ao público.É um porre, aguentar uma hora de Dj que toca só para sí ou para mostrar que manja para outro Dj ou para apenas a meia-dúzia de amigos que o acompanham...pense no coletivo...Enfim, divirta-se enquanto discotéca no evento...sempre pode ser sua última lembrança de vida...

Lord A:.
officinavampyrica@yahoo.com.br

Websites & Presença Digital:
http://www.vampyrismo.org/
http://www.vampyrismo.org/circulostrigoi
http://www.voxvampyrica.com
http://www.themaozoleumradio.com
http://www.redevampyrica.com




Saboreie também...

Outras postagens interessantes